fbpx

Controlando LED RGB com Arduino

Neste artigo apresentarei um protótipo simples para gerar diferentes cores utilizando um LED RGB. Podemos utilizar os LEDs para diferentes situações, desde indicadores visuais em uma determinada situação ou simplesmente como item decorativo.

O LED RGB

Um LED, do inglês light emitting diode, ou diodo emissor de luz é um tipo especial de diodo. Neste caso, ao ser percorrido por uma corrente elétrica o dispositivo emite luz. A cor do LED é dependente do material que ele é construído, ou seja, do elemento inserido no cristal.

O RGB é um tipo especial de LED, ele possui internamente LEDs vermelho, verde e azul. Tudo isso no mesmo encapsulamento. Logo, podemos identificar que: R – red; G – green; B – blue. Ou seja, assim temos as cores primárias vermelho, verde e azul que formam a tríade aditiva.

Figura 1 – Cores primárias aditivas.

Você pode ler mais informações sobre cores no site Toda Matéria.

O LED RGB pode ser encontrado no formato cátodo comum ou ânodo comum, sendo que é mais comum encontrarmos o cátodo comum, que será utilizado neste artigo.

Figura 2 – Terminais dos LEDs RGB ânodo e cátodo comum.

O LED ânodo comum tem os LEDs internos com o terminal ânodo em comum e que deve ser ligado ao terminal positivo. Já o LED cátodo comum, tem o cátodo como terminal comum e este deve ser ligado ao terminal negativo.

Materiais Necessários

A lista de materiais para este teste é relativamente pequena e necessitaremos dos seguintes materiais:

  1. Arduino UNO;
  2. LED RGB cátodo comum;
  3. 3 Resistores de 330 Ohm de 1/4 W;
  4. 3 Potenciômetros Linear de 5 K Ohm;
  5. Fios e jumpers;
  6. Protoboard.

Estes materiais são facilmente encontrados no comércio e podem ser adquiridos diretamente da loja Silvatrônics.

Esquema de Ligação dos Componentes

Com todos os materiais em mãos e utilizando o software Fritzing, elaborei um esquema de conexão dos componentes que pode ser conferido na Figura 3.

Figura 3 – Esquema de conexão do LED RGB ao Arduino.

É recomendado muita atenção no momento da montagem para que nenhuma das ligações sejam erroneamente realizadas. Note que temos dois potenciômetros para controle das cores, de modo que possamos formar qualquer cor pelo simples ajuste do cursor do potenciômetro.

Com este esquema de conexão podemos passar para etapa de elaboração do programa para o Arduino.

Veja Também:

O que é Arduino ? Tudo o que você precisa saber

Curso de Arduino – Do zero ao avançado – O melhor curso de Arduino do Brasil 

Programa Para Controlar o LED RGB

Com todas as informações e o diagrama esquemático desenhado no software, podemos escrever um programa para acender e controlar a cor emitida pelo LED RGB. Você confere o programa a seguir.

O programa é bastante simples, o LED RGB é controlado pelos potenciômetros. O Arduino faz a leitura analógica de cada potenciômetro, converte a leitura para um valor entre 0 e 255, para que possa acionar uma saída PWM. Cada valor convertido é enviado para uma saída analógica que aciona o respectivo LED por PWM. Deste modo conseguimos o controle individual de cada LED interno do RGB.

Este programa também pode ser baixado diretamente do meu GitHub.

Resultado Prático da Montagem

Agora que temos o programa para o Arduino pronto, o esquema de montagem e todos os componentes em mãos, podemos montar tudo e verificar o funcionamento do protótipo.

A seguir podemos conferir algumas imagens da minha montagem.

Figura 4 – Montagem em bancada do protótipo de controle de LED RGB.
Figura 5 – Montagem em bancada do protótipo de controle de LED RGB.
Figura 6 – Montagem em bancada do protótipo de controle de LED RGB.

Além das fotos da montagem em bancada, gravei um curto vídeo apresentando a variação das cores pelos potenciômetros.

Pelo vídeo podemos verificar o quão pode ser difícil de ajustar as cores desejadas, mas é um bom protótipo para ilustrar o funcionamento de um controlador de LEDs RGB.

Considerações Finais

Neste artigo verificamos o funcionamento de um simples controlador de LEDs RGB pelo Arduino. Este projeto pode ser estendido à inúmeras outras finalidades, além disso o programa é facilmente adaptável, ou seja, podemos modificá-lo a fim de atingir um determinado objetivo em um dada situação.

Espero que tenha gostado deste artigo, compartilhe com seus amigos em suas redes sociais.

Obrigado pela leitura e até o próximo projeto!

Você também pode gostar

2 Comments

  1. Adquiri LEDs de anodo comum. Acho que seria interessante um rápido tutorial de como controlar e principalmente como ligar este LED, dado que o padrão mais comum do Arduino é ligar os atuadores com um catodo fixo e acionamento pelas portas, usando anodos. Assim se explicaria algo diverso a maioria dos tutoriais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *